Busque uma postagem

Arquivos

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Festejo no Olho d'Água pede paz e misericórdia


No fim da tarde do domingo, 29, a comunidade do bairro Olho d'Água realizou a procissão pelas ruas da comunidade honrando a padroeira, Santa Maria. Logo após, o vice reitor do Santuário, padre Gutemberg Feitosa, presidiu a missa solene de conclusão da festa. Em sua homilia, destacou que Maria é mãe da divina misericórdia e que "ela intercede por seus filhos que buscam e promovem a paz". Após o término da celebração as crianças coroaram a imagem de Maria. A festa terminou com o tradicional leilão realizado no largo da Igreja. 

Paz - Em 2014, os epíscopos da
Conferência Nacional dos Bispos do
Brasil (CNBB) aprovaram por unanimidade, durante a 52ª Assembleia Geral, o Ano da Paz. Tratou-se de um período de reflexões, orações e ações sociais, que se estendeu até o Natal de 2015. Recuperando esta proposta em razão da situação vivida pelos moradores do bairro Olho d’Água, a comunidade Santa Maria tem por objetivo com a temática proposta para o ano “Maria predileta do Senhor à serviço da paz”, esclarecer aos fiéis que é preciso suscitar a paz na comunidade por ações concretas de misericórdia, vivendo, sobretudo, as obras espirituais e corporais sugeridas para este Ano Santo pelo papa Francisco.  “Nós acreditamos que é preciso buscar a paz para o enfrentamento da situação vivida hoje aqui no bairro, e essa busca passa pela misericórdia, então é preciso esclarecer que precisamos de paz, mas que o alcance dela passa pela misericórdia de Deus”, explica Maria da Natividade, coordenadora da comunidade. 
Para Lucimare Santos, moradora e devota, o diferencial deste ano é ter um tema que toca no social, segundo ela, “a comunidade é efetiva e afetiva, acompanha, trabalha e ajuda de forma direta e indireta para a realização dos trabalhos, mas não deixa de meditar o assunto do ano, buscando esclarecimento e melhor compreensão do que está sendo proposto, por isso este tema esse ano deve ajudar muito a comunidade no alcance da paz, que, como está sendo dito, passa pela misericórdia divina”.