Busque uma postagem

Arquivos

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Romarias reuniram milhares de romeiros de todo o estado


O Santuário Arquidiocesano São José de Ribamar reuniu milhares de fiéis durante todo o festejo do padroeiro. No dia 29 de setembro, o festejo realizou a Grande Romaria saindo da Cohab, paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, arrastando centenas de famílias, jovens, crianças, que, dispostas, caminharam até o Santuário.
A Grande Romaria aconteceu sob a luz da Superlua prevista para aquela noite, como reza a tradição da festa. Durante o percurso foram realizadas oito paradas e em cada uma feita reflexão seguindo a devoção ao Caminho de São José, que narra a história do padroeiro.
Durante toda a madrugada, para os que aguardavam a chegada da romaria, e para os que chegavam da romaria, missas até o raiar do domingo. A Grande Romaria é cuidada pela coordenação geral da festa e coordenada pelos párocos solidários.
No dia 30, domingo, foi a vez das crianças seguirem em romaria. Saíram da comunidade São Benedito, no bairro de mesmo nome da cidade ribamarense, em direção a Casa do padroeiro do Maranhão. Foi pura agitação, as crianças não deixaram por menos e, commuita animação, arrastaram outras crianças de bairros vizinhos que viam a passagem da romaria pelas ruas da cidade.
Depois da concentração na comunidade, os párocos solidários tiveram momento com as crianças de explicação da Palavra. Sentaram com elas na praça para falar e ouvir que tinham a dizer. Depois caminharam com elas e, após a chegada, realizaram missa para as crianças com forte participação infantil em todas as atribuições litúrgicas. A romaria das crianças é coordenada pela catequese paroquial.
Na véspera do encerramento do Grande
Festejo, 05, foi a vez da esperada romaria marítima que reúne principalmente os pescadores que tanto devotam São José. Os devotos saíram em procissão do Santuário para o porto do Vieira de onde partiu a romaria.
Ao chegar ao porto do Barbosa, já era grande a espera dos devotos para receber a imagem peregrina de São José atracada no porto. Os devotos seguiram para a matriz para a bênção final.
A romaria marítima contou principalmente com a presença dos jovens que foram animando todo o percurso aquático. Orientados pelo padre, os romeiros cantavam e rezavam durante a romaria. A procissão pelas águas é intitulada romaria, porque reúne, durante o trajeto, vários barcos pesqueiros vindos de todas as partes da Ilha de Upaon Açu e, principalmente, de Ribamar para a procissão. Esta recorda a chegada da imagem de São José pelas águas, trazida pelo navegador português. A procissão que teve início em 2001 é conduzida pelo conselho paroquial de pastoral.
Seguiram em romaria famílias, crianças, pescadores, restava os jovens irem para as ruas. E foram. No dia 05, sábado, à tarde, os jovens realizaram a romaria jovem. Claro, por ser próprio da juventude, a romaria foi uma das mais animadas e arrastou sem dúvida um número sem igual de jovens para o Santuário.
A romaria da juventude é direcionada, animada e puxada pelos próprios jovens com a orientação e acompanhamento dos párocos solidários e do diácono permanente. A romaria reúne jovens de todo o setor juventude do Santuário e paróquias vizinhas e tem por principal propósito animar a juventude para o encerramento do festejo.

O Grande Festejo de Ribamar é sem igual. A julgar pelas romarias promovidas pelo santuário e tantas outras realizadas que não pertencem a programação religiosa da festa, como as dos ciclistas, motoqueiros, carroceiros etc. Mas são acolhidas com igual valor e recebem dos padres a bênção de Deus e a gratidão da Igreja.