Busque uma postagem

Arquivos

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Festejo Jubilar de Ribamar tem avaliação favorável por parte dos fiéis

O Festejo Jubilar de São José de Ribamar, padroeiro do Maranhão, que teve início dia 28 de agosto, última sexta do mês, encerrou no dia 06 de setembro mantendo a tradição de festejar o santo no mês nove. Com razão maior para celebrar, pois são cem anos de construção da Igreja dedica ao santo padroeiro, os fiéis devotos participaram de uma larga agenda feita especialmente para o período. Mais de cinquenta missas, seis romarias, procissão, acolhida de romeiros e peregrinações, a festa de São José faz valer o título do santo protetor do estado.
Os párocos solidários, equipe de padres diocesanos administradores do Santuário, avaliaram de forma positiva a realização do Festejo, como declara padre Gutemberg Feitosa, vice reitor: “o Festejo foi muito abençoado! Contamos com a presença dos fiéis, estivemos interagindo de forma positiva com a mídia em geral. O Festejo mais
um ano destacou o lado religioso da festa, promovendo espiritualidade, meditação da Palavra de Deus, celebrações restauradoras e convivência fraterna. Outro destaque foi o envolvimento das equipes de trabalho que serviram de forma apaixonada e
orante durante toda a festa”. São várias equipes que trabalham durante o Grande Festejo, entre elas se pode destacar a Guarda de São José, feita pela juventude do Santuário. Esta tem a principal função de preservar a imagem do padroeiro durante todo o dia da festa e fazer com que esta chegue em segurança aos locais reservados. O festejo contou com a realização de
seis romarias, entre elas a Grande
Romaria, da paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Cohab, para o Santuário. Durante a caminhada são refletidas as estações do Caminho de São José, que narra a vida do santo. Este ano mais que a contar com a lua cheia para a noite de romaria, os romeiros contaram com a SuperLua que brilhou como nunca iluminando e presenteando os fiéis do padroeiro. Ainda foram feitas outras romarias como a marítima, das crianças e da juventude. Comentando a
marítima,  que parte do Porto do Vieira atravessando a baía de São José para o porto do Barbosa, a romaria náutica recupera chegada do santo pelas águas trazida pelo navegador português. A procissão é organizada pelo conselho de pastoral paroquial do Santuário e tem forte participação dos pescadores de toda a Ilha de Upaon Açu.
As comemorações a São José de Ribamar, iniciam antes mesmo do Grande Festejo. A julgar a realização do pré-festejo, que leva a imagem peregrina do padroeiro as paróquias da arquidiocese aproximando os fiéis do santo, e arrastando uma multidão por onde passa. Também, fora do período do festejo, mensalmente, dia 19, é celebrada missa dedicada a São José de Ribamar, recuperando e animando os fiéis para o Grande Festejo.

O Festejo obteve avaliação favorável por parte dos fiéis, como afirma a Sra. Osmarina Santos, 78, aposentada e moradora de Ribamar há cinquenta anos, “desde que cheguei aqui vejo lindas festas a São José, percebo que a cada ano vem melhorando. Neste último eu fiquei fortemente emocionada, ainda mais quando vi o andor do meu santo passando. Lindo! A festa está a cada ano melhor, eu só ouvi elogios e agradecimentos pelo encanto da festa”.  Seu Jorge Araújo, 42, ludovicense, Contador, destacou a organização da festa: “ é indiscutível dizer que esta festa tem melhorado a cada ano. É claro para quem quer
enxergar que a festa é bem planejada e segue um roteiro cuidadoso e prévio que valoriza, sobretudo, os romeiros. Eu me sinto valorizado. E feliz. Vejo que o Santuário de Ribamar está melhor a cada ano”. Os jovens também avaliam de forma feliz o santuário, pois, segundo Carlos André, estudante e devoto de Ribamar,  “ são muitos os
jovens do Santuário e jovens entusiasmados a serviço da igreja de Ribamar”, declarou.